sábado, janeiro 18
séries com inglês não-americano na Netflix

5 dicas imperdíveis de séries com inglês não-americano na Netflix

Quando falamos em aprender inglês é bem automático pensarmos na versão do idioma que é falada nos Estados Unidos. Mas, esse idioma pode sofrer mudanças devido a sotaque ou diferenças culturais. Confira 5 dicas imperdíveis de séries com inglês não-americano na Netflix.
0
206

O costume de assistir séries e filmes com legendas vêm aumentando significativamente nos últimos anos, e uma ótima justificativa para isso é que esse hábito auxilia na expansão do vocabulário pessoal de uma maneira divertida. Inclusive, listamos 5 séries para você aprender o inglês americano nesse outro texto.

O inglês é a língua mais usada no mundo, mas a questão é que, geralmente, quando falamos sobre aprender esse idioma, só conseguimos pensar no inglês americano, que é falado nos Estados Unidos. Foi pensando nisso que resolvemos reunir essas dicas e listar 5 séries com inglês não-americano na Netflix para você aprender e conhecer novas culturas.  

5 séries com inglês não-americano na Netflix

1. Derry Girls

Facilmente classificada como uma das melhores tramas adolescentes em exibição, Derry Girls é uma série da Irlanda do Norte, que fala sobre as aventuras da jovem Erin ao lado da família e das suas amigas que, com certeza, merece fazer parte dessa lista de séries com inglês não-americano na Netflix

Apesar de parecer simples, a série se passa na década de 90 e consegue trazer sua singularidade à tona por meio da ambientação: Erin e suas amigas vivem em Derry, uma cidadezinha localizada no meio da zona de um conflito histórico entre a Irlanda do Norte e a Inglaterra, que só acabou em 1998, depois do Acordo de Belfast.

Elenco principal de Derry Girls - séries com inglês não-americano na Netflix

Da esquerda para a direita: Jamie-Lee O’Donnell, Dylan Llewellyn, Saoirse-Monica Jackson, Louisa Harland e Nicola Coughlan, responsáveis por dar vida ao elenco principal de Derry Girls.

Mesmo com esse cenário violento, Derry Girls consegue ser carismática e extremamente engraçada, principalmente por estarmos falando de uma trama que abusa do humor ácido, usando com frequência o impasse religioso entre protestantes e católicos, que também motivou o conflito da Irlanda do Norte com os países vizinhos por décadas. 

A série foi criada e é produzida pelo canal britânico Channel 4, mas é mundialmente distribuída pela Netflix, onde ela está inteiramente disponível, com os seus doze episódios já lançados.

Confira o trailer:

2. Please Like Me 

Saímos da Irlanda do Norte diretamente para a Austrália. Hora de destacar o talento único de Josh Thomas que criou, produziu e protagonizou Please Like Me, durante as suas quatro temporadas. Com uma narrativa quase que biográfica, Josh consegue driblar o peso do drama constantemente presente na trama com alívios cômicos muito bem posicionados. 

Explorando problemas extremamente reais sob a ótica do humor, Please Like Me traz o sotaque e os costumes do inglês australiano para as telas com uma história muito carismática, recheada de ótimos pontos de reflexão. 

Please Like Me - séries com inglês não-americano na Netflix

Josh Thomas, criador e protagonista da série, com o seu cachorro John.

Com episódios de, em média, meia hora de duração, Please Like Me conta a história de Josh, que mora com o seu amigo Tom, enquanto vive as incríveis descobertas da vida de um jovem adulto. Com uma narrativa que sempre trabalha algo sobre transtornos mentais, essa produção tem muito mais a oferecer do que parece. 

Josh já é um nome conhecido no humor australiano e o carisma dele é todo transcrito para essa série, que é a pedida perfeita para quem gosta de fazer aquela maratona fechadinha no fim de semana. Abordando temas difíceis de maneira íntima e simples, Please Like Me é a escolha ideal para você variar assistindo uma série com inglês não-americano na Netflix.

Confira o trailer:

3. Sex Education

Trazendo um elenco recheado de carisma, que conta com nomes como Gillian Anderson, Asa Butterfield, Emma Mackey e Ncuti Gatwa, Sex Education fala sobre a história de Otis: um adolescente sem habilidade social que, junto à rebelde Maeve, decide abrir uma clínica clandestina de saúde e terapia sexual.  

Na trama, Otis vive com a sua mãe, Jean, e, apesar de ainda ser virgem, o garoto conseguiu cultivar um amplo conhecimento sobre o tema durante os anos, tendo em vista que sua mãe não só é uma terapeuta sexual como também atende seus pacientes na mesma casa em que eles moram. 

Sex Education - séries com inglês não-americano na Netflix

Ncuti Gatwa, Asa Butterfield e Emma Mackey vivem Eric, Otis e Maeve, protagonistas da série.

Sex Education é uma série britânica, criada por Laurie Nunn e mundialmente distribuída pela Netflix. Trabalhando uma trama de comédia que nunca abre mão de algumas abordagens mais dramáticas e íntimas, essa produção traz a juventude do Reino Unido para falar sobre questões muito importantes e mais frequentes do que imaginamos. 

Atual e destemida, Sex Education conta com oito episódios de, em média, 50 minutos de duração e a sua segunda temporada já está em produção, sem previsão de estreia. Trazendo a timidez e as dúvidas adolescentes num tom íntimo e carismático, essa série com certeza é uma dica imperdível de série com inglês não-americano na Netflix. 

Confira o trailer:

4. The End of the F***ing World

Ainda falando sobre tramas adolescentes, The End of the F***ing World também foi produzida pelo canal Channel 4, no Reino Unido, e é mundialmente distribuída pela Netflix. O drama absurdista de humor ácido conta sobre James, um jovem de 17 anos que acredita profundamente ser um psicopata, e Alyssa, uma colega de escola que vê em James a chance de fuga que ela precisava.

A série acompanha James e Alyssa durante uma fuga, onde eles passam pelas mais inimagináveis situações, falando sobre temas importantes como abuso sexual e pedofilia. 

The End of the F***ing World - séries com inglês não-americano na Netflix

Jessica Barden e Alex Lawther vivem Alyssa e James na série.

Essa sequência de desventuras dos jovens foi lançada em outubro de 2017, adaptando os quadrinhos de Charles S. Forsman em oito episódios e, para alegria dos fãs, uma segunda temporada foi confirmada e produzida em parceria com o autor. Com oito episódios inéditos, essa segunda temporada foi disponibilizada em novembro de 2019. 

Com uma fotografia linda e episódios rápidos, The End of the F***ing World traz a qualidade britânica numa trama eletrizante e é a pedida perfeita para a próxima maratona, principalmente se você estiver afim de aprender por meio de séries com inglês não-americano na Netflix. 

Confira o trailer:

5. The Fall

Chegando a nossa última dica da listinha de séries com inglês não-americano na Netflix, trazemos aquela que é comprovadamente a produção mais viciante disponível no catálogo: The Fall. Trazendo o protagonismo brilhante de Gillian Anderson, a série é um drama policial anglo-irlandês criado por Alan Cubitt

The Fall conta a história de Stella Gibson, uma oficial da polícia que está investigando uma série de assassinatos em Belfast. Produzida pela Artists Studio, a produção foi lançada na Irlanda do Norte pela BBC Two em 2013, e posteriormente está sendo mundialmente disponibilizada através da Netflix

The Fall

Gillian Anderson e Jamie Dornan vivem Stella e Paul, co-protagonistas da série.

Inovando ao mostrar tanto o lado do serial killer quanto o da polícia, The Fall ganhou bastante destaque ao liderar um infográfico liberado pela própria Netflix, onde eles analisaram o hábito dos espectadores para determinar as séries “mais viciantes”. Apesar de parecer só mais uma trama clichê policial, a produção consegue ganhar o público pelos detalhes. 

Trazendo dois pólos extremos, a série apresenta tanto o cúmulo da misoginia por meio de Paul, um serial killer que assassina mulheres bonitas e bem sucedidas; quanto o contraponto feminista através de Stella, uma mulher acima dos quarenta anos, dona de si e bem suqcedida dentro de um ambiente majoritariamente masculino. 

Confira o trailer:

Tv - Pururuca Recomenda

Aproveitar seus momentos de lazer para conhecer e aprender outras línguas é uma alternativa ótima para os que não são muito fãs dos métodos tradicionais: sentado em frente ao professor, com uma apostila na mão. 

Assistir séries ou filmes de outros idiomas nos ajuda a aumentar o vocabulário, nos apresenta à diversas gírias e, como no caso desse texto, pode nos apresentar um considerável número de variações do mesmo idioma, seja devido ao sotaque ou até mesmo pelos costumes. 

Se você adora essa proposta de aprender novas línguas de maneira divertida, aproveite para conferir esse outro texto, onde listamos cinco séries em espanhol para você assistir depois de La Casa de Papel

Vale lembrar também que não adianta nada ter uma ótima série para assistir se a sua conexão vive te deixando na mão, então aproveite e clique para descubra como ter Netflix nos planos NET.