fbpx
segunda-feira, setembro 16
Desenho Irmão do Jorel

Irmão do Jorel: a animação brasileira que é um sucesso

Irmão do Jorel envolve criatividade, nostalgia e reflexões sobre a humanidade que agradam tanto crianças quanto jovens e adultos. Criada pelo roteirista e ilustrador Juliano Enrico, a série ganhou sucesso por colocar como protagonista alguém que, na vida real, seria apenas um coadjuvante.
2
1063

A vida de um garoto tímido, sem nome, sempre ofuscado pela popularidade de seu irmão mais velho, tentando conquistar sua própria identidade e se tornar alguém importante para a família.

Esse é o contexto das histórias de Irmão do Jorel, uma série animada brasileira que já conquistou fãs por todo o país. Com um tom nostálgico, ela mistura histórias de aventuras inesperadas, conflitos da humanidade e muito bom humor.

A série está no ar desde 2014 e foi renovada para a 4ª temporada no canal Cartoon Network.

Qual é o verdadeiro nome do Irmão do Jorel?

O personagem é inspirado no próprio criador Juliano Enrico. Todo o contexto e elementos da série foram inspirados em histórias da sua infância. Mas a pergunta que não cala é: “Qual é o nome do irmão do Jorel na série”? Pois é, gente. Infelizmente ainda não sabemos. Todos os momentos que ele vai falar seu nome alguma coisa acontece e sua fala é interrompida.

Ou seja: não sabemos o nome do irmão do Jorel.

A série

As primeiras ilustrações foram desenvolvidas em 2002 com base em fotos e vídeos antigos de sua família. A partir disso, Juliano Enrico começou a desenvolver tirinhas com esses personagens, mesmo sem ter nomes ainda. Em 2006, passou a divulgar as tirinhas em seu fotolog.

Seus quadrinhos ganharam uma coluna semanal no site da “Revista Quase”, onde trabalhava como desenhista.

Em 2009, venceu um pitching da Cartoon Network para produção de novas animações nacionais, seguindo a legislação brasileira que permite TVs estrangeiras trocar impostos por investimento em produções nacionais.

Em 2012, Juliano Enrico apresentou o episódio piloto, com duração de 7 minutos, em parceria com a produtora Copa Studio. “É uma sensação de missão cumprida, porque o propósito era ficar bom a ponto de aprovarem”, disse Juliano.

É uma sensação de missão cumprida, porque o propósito era ficar bom a ponto de aprovarem, disse Juliano.

A criação dos roteiros ficou por conta do próprio Juliano Enrico e de Daniel Furlan. Foi a primeira animação original do Cartoon Network feita no Brasil.

A estreia de Irmão do Jorel ocorreu no segundo semestre de 2014. A primeira temporada tinha 26 episódios e de lá pra cá fez um enorme sucesso, sendo renovada para a segunda (2016) e terceira (2018) temporadas.

Irmão do Jorel na floresta

O protagonista mais desconhecido das séries animadas brasileiras.

Em 2018, o Cartoon Network anunciou a renovação para a quarta temporada, com histórias nostállgicas e uma viagem ao passado.

Quem é o irmão do Jorel?

Ele é o protagonista mais “desconhecido” das animações brasileiras! Rs… Afinal, não tem nem nome. Ele é apenas o irmão do Jorel.

O filho caçula de uma família excêntrica e extravagante. Sempre se envolve em confusões, algumas sérias outras nem tanto, e também vive algumas aventuras surreais em um contexto familiar do Brasil das décadas de 1980 e 1990.

Todo seu visual foi inspirados em fotos da infância do criador do personagem, Juliano Enrico.

Irmão do Jorel sentado em sua privada

Irmão do Jorel sentado em sua privada. Fonte: Facebook.

Jorel é o filho do meio com cabelos lisos e sedosos, sedutor e popular. Ele empre rouba a atenção e os olhares das pessoas por ser muito mais belo e talentoso.

Por que seu irmão chama Jorel?

O criador da série, Juliano Enrico, também tem um irmão que, durante a infância, sempre foi mais bonito e popular e que se chama Jorel.

O nome foi dado pelo seu pai em homenagem a Marlon Brando, que interpretou o personagem Jor-El, o pai do “Superman”, em filme de 1978.

Marlon Brando no papel de Jor-El

Marlon Brando, no papel de Jor-El, em Superman, 1978.

Curiosidades e inspirações

Além das memórias da infância de Juliano Enrico, o seriado possui várias referências da cultura pop das décadas de 1980 e 1990 e do próprio contexto histórico do país daquele período.

No segundo episódio da primeira temporada, “Gangorra da Revolução”, podemos ver referências históricas do período militar (1964-1985). Nele, o irmão do Jorel luta contra o autoritarismo da diretora que não permite os alunos aproveitarem o recreio. O personagem principal aprende a lutar pela sua liberdade junto com seu pai, que viveu os anos de chumbo.

A caneta de 250 cores

Em um episódio da primeira temporada, o irmão do Jorel mostra para a garota que ele gosta, Ana Catarina, a “caneta de 250 cores”. Uma alusão clara à caneta de 4 cores e de 20 cores muito comumente usada na década de 1990.

Caneta de 4 cores - Irmão do Jorel

A caneta de 4 cores. Quem aí nunca viu uma dessas?

Agora dá uma olhada na caneta de 250 cores do Imão do Jorel. É bem mais bonita, não mesmo?

Caneta de 250 cores - Irmão do Jorel

A famosa caneta de 250 cores do Irmão do Jorel.

Desenhos e filmes

Por diversas vezes os personagens interagem e citam jogos, filmes, desenhos bastante conhecidos daquela época como Cavaleiros do Zodíaco, o filme História sem Fim, o videogame Atari, entre diversas outras referências.

Em alguns episódios, as referências são sutis. Já vimos cenas clássicas como a do carro de “De Volta para o Futuro” deixando um rastro de fogo pelo chão ou mesmo e até mesmo ele viajando pelo tempo.

Pink Floyd –  The Wall

Em outro momento, quando o irmão do Jorel vai para escola de palhaços é possível ver uma clara alusão à música “In The Flesh”, do clássico álbum “The Wall” do Pink Floyd. O álbum foi lançado no final da década de 1970 e teve filme lançado durante os anos 1980. Veja você mesmo as duas cenas e faça a comparação!

Irmão do Jorel – Episódio 16: assista em 3:30 min.

Filme The Wall: assista em 0:50 min.

A Fantástica Fábrica de Chocolate e o álbum Animals

Em outro episódio chamado “A Fantástica Fábrica de Refrigerantes” a série faz referências icônicas da cultura pop. Veja que, não somente o nome do episódio é uma alusão direta ao filme “A Fantástica Fábrica de Chocolate” (1971), mas todo o cenário e os personagens possuem referências riquíssimas. Em Irmão do Jorel, a fábrica é do refrigerante Sprok Maçã e seu dono é muito parecido com o Willy Wonka da fábrica de chocolate.

O Sprokinho é muito parecido com o Dollynho. Mas a grande sacada é a própria fábrica. Na série, ela está abandonada e não se parece com a linda fábrica do filme. É idêntica a usina termelétrica de Battersea, em Londres, que ficou famosa por se tornar a capa do disco “Animals”, do Pink Floyd, lançado em 1977. Faça a comparação você mesmo!

A Fantástica Fábrica de Refrigerantes - Irmão do Jorel

A Fantástica Fábrica de Refrigerantes da série Irmão do Jorel.

Capa do álbum Animals, de Pink Floyd (1977)

Capa do álbum Animals, da banda britânica Pink Floyd (1977).

Shakespare e Chespirito, o Shakespirito

Outra referência bacana é o desenho que o irmão do Jorel assiste à noite, o Shakespirito. Uma homenagem clara ao ator, diretor e produtor mexicano Roberto Bolaños, mais conhecido como Chespirito.

shakespirito

Shakespirito. Fonte: Animoapps.

Bolaños fez diversos programas humorísticos na TV mexicana e ficou muito famoso no Brasil, entre eles: Chaves e Chapolin Colorado. Chespirito era chamado assim pois era considerado o “pequeno Shakespare”. A diferença é que, ao contrário do Chespirito verdadeiro, o Shakespirito não tem graça nenhuma! Rs…
chapolin rindo e logo fica surpreso

Os personagens de Irmão do Jorel

Diversos personagens da série também foram baseados nas experiências de vida de Juliano Enrico. Muitos deles foram alterados visualmente, mas realmente existiram de verdade. Dá só uma olhada!

Quem é o Jorel?

Jorel é o irmão do meio da família. Embora ainda novo, é inteligente, aprende as coisas rapidamente, com corpo atlético, cabelo liso e coleciona inúmeras conquistas.

Jorel, o irmão do irmão do Jorel

Jorel em uma de suas grandes conquistas de games arcade (ou fliperama).

Nico, o irmão mais velho

É o irmão mais velho da família. É confuso, desleixado e, de certa forma, irracional.

Nico, é o irmão mais velho

Nico, é o irmão mais velho.

O cão Tosh

O cachorro da família, Tosh, foi inspirado em seu cão de infância que realmente existiu. O nome de Tosh era uma homenagem a Peter Tosh, cantor jamaicano da década de 1970 pioneiro em reggae/ska e conhecido pela militância pelos direitos humanos.

O cão da família de Irmão do Jorel

O cão da família, Tosh, em uma alusão ao disco “Nevermind” do Nirvana.

No desenho, Tosh tem atributos e traços parecidos com um “cão-dragão”, o famoso cão voador da sabedoria do filme “A História Sem Fim”, de 1984.

O cão dragão de História Sem Fim

O cão-dragão de História Sem Fim.

Da uma olhada no episódio onde o irmão do Jorel sai em “busca de autoconhecimento e o sentido da vida” em cima de seu cão, Tosh.

A Dona Danuza

A mãe do irmão do Jorel é uma típica mãe preocupada e ao mesmo tempo carinhosa com os filhos. É professora de balé em sua própria academia de dança. Tem um zelo especial pelo filho caçula e sempre procura protegê-lo, mas ao mesmo tempo mostra o que é certo para o filho quando ele faz coisas erradas. Ela faz de tudo por ele!

Danuza e irmão do Jorel dançando

Dona Danuza, a mãe do irmão do Jorel e, consequentemente, do próprio Jorel (que coincidência, não? Rs…)

O Seu Edson

É o pai do irmão do Jorel, um jornalista sonhador, idealista, que gosta de cinema conceitual e teatro. É um pouco neurótico e sempre dá conselhos com base em sua própria experiência.

Pai do Jorel desenho um plano

Seu Edson formulando uma de suas teorias mirabolantes.

A Vovó Juju

Uma amorosa e inocente senhora idosa é a avó paterna. Muito gentil, principalmente com o irmão do Jorel, ela também cuida de seus patos no quintal, tem uma horta no fundo de casa e AMA ABACATE. Abacate para ela, é tudo. A vóvó Juju cuida do irmão do Jorel com todo o amor que existe no mundo.

Vovó Juju dando abacate para o irmão do Jorel

Vovó Juju, a avó fofinha.

Os patos da Vovó Juju

Sim, a vovó Juju realmente tinha uma criação de patos no quintal durante sua infância. Um deles é Gesonel, o mestre dos disfarces. Um pato extremamente inteligente, com aparência de um pato comum, com penugem branca, uma mancha vermelha nos olhos e algumas manchas pretas no corpo.

Da uma conferida nos “patos malditos” da Vovó Juju.

A Vovó Gigi

A avó materna da família é a Gigi, oposto da Juju. Uma senhora com rosto enrugado, sarcástica, estressada, ama chupar pirulitos e é fã do astro Steve Magal.

Um detalhe curioso é que os pirulitos são uma alusão ao cigarro. Sua avó fumava bastante e sempre andava com um cigarro na mão. No entanto, a adaptação para o público infantil transformou cigarros em pirulitos.

Vovó Gigi com cards do Steve Magal

Vovó Gigi, com seu pirulito e seu neto.

Lara, a melhor amiga

A melhor amiga do irmão do Jorel, é uma menina de 8 anos com espírito otimista e bastante curiosa. Adora ajudar as pessoas, principalmente seu melhor amigo, que o leva na garupa de sua bicicleta em inúmeras aventuras.

Lara e irmão do Jorel no Japão

Lara com seu melhor amigo em uma de suas aventuras.

Steven Seagal ou Sidney Magal?

Uma das melhores referências é o ator preferido da Vovó Gigi, Steven Magal. Uma alusão ao ator americano Steven Seagal e ao cantor brasileiro Sidney Magal. Mas o que muitos não sabem é que a Vovó Gigi era mesmo fã do ator Charles Bronson.

Steve Magal é o ator que consegue se sair bem em todas aventuras e suspenses. É um verdadeiro mestre das artes marcaisi.

Steve Magal

O ator favorito da vovó Gigi, Steve Magal.

Perdigoto, o “merchan boy”

Roberto Perdigoto é o garoto propaganda de todas as coisas. Seu nome é referente a gota de cuspe, pelo fato de falar sempre cuspindo.

Ele sempre aparece para oferecer algum produto novo que vai “revolucionar” a vida das pessoas. É um apresentador e repórter de TV e sempre vai tentar vender algo, não importa o que seja. Por esse motivo, possui uma rivalidade muito forte com Seu Edson, o pai do Jorel.

Roberto Perdigoto - Irmão do Jorel

Perdigoto, o apresentador e marchan boy da série Irmão do Jorel.

Muitas são as referências para este personagem: Silvio Santos, Faustão, Gugu, Celso Portioli, Luciano Huck, entre outros. Perdigoto é o cara que não tem escrúpulos, ele vai ser o garoto propaganda de qualquer produto, desde que o paguem bem. Ele não se importa se sua propaganda vai desmatar uma floresta ou se um produto usa elementos químicos pesados, o que lhe interessa é dinheiro no bolso.

Olha só essa propaganda incível em que Perdigoto apresenta a super novaidade, o SAPATÊNS!

Muita gente não sabe, mas Perdigoto teve uma banda com o pai do Jorel, Seu Edson. A banda era formada por Wonderlay, Seu Adelino, Se Edson e Perdigoto e se chamava Os Incríveis Lateenagers. Justamente por divergências filosóficas com Seu Edosn a banda acabou e Perdigoto ficou com os direitos.

Perdigoto Show

Além disso, Perdigoto possui um programa de auditório, o “Perdigoto Show”, muito similar aos programas de auditório brasileiros. Da uma olhada quando a Vovó Juju tenta ajudar seu neto, Irmão do Jorel, a desenhar uma raquete pedindo para que desenhe um “arco íro”. Notou a semelhança com aquele programa em que Silvio Santos desiste de ajudar um participante?

Participações especiais em Irmão do Jorel

A série animada já contou com diversas participações especiais em sua produção. Veja algumas delas.

Emicida

O rapper paulistano Emicida fez uma participação como Kassius Kleyton em uma batalha de MCs com a Vovó Juju. O episódio foi ao ar em janeiro de 2017. Kassius Kleyton estava participando do programa Terapia de Família, apresentado por Perdigoto, quando se sentiu incomodado com o fato da vovó Juju ser uma MC.

Então, ele se levantou da plateia, chamou seu amigo MC Outro Cara, e propôs uma batalha com a vovó Juju. Saca só!

Criolo

Em 2018, o rapper Criolo também participou da série em uma batalha de MCs, mas dessa vez entre um tomate e uma batata. Não, você não leu errado. É isso mesmo, uma batalha de MCs legumes. Nesse episódio, um tomate tenta provar seu valor nutricional assim como os legumes, que não aceitam classificá-lo como legume. Da uma olhada.

Turma da Mônica

O irmão do Jorel fez novas amizades além do seu bairro e até conheceu o pessoal da Turma da Mônica.

Uma série premiada

A produção brasileira venceu o Prêmio Quirino de Melhor Série de Animação Ibero-americana em 2019. A diretora de conteúdo e produção nacional da Cartoon Network, Adriana Alcântara, comentou que

“isso mostra o potencial que o audiovisual, em especial as animações, tem na América Latina como um todo, incluindo o Brasil.”

A série também venceu, em 2019, a principal premiação do audiovisual nacional, o grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria Melhor Série Brasileira de Animação.

A cerimônia foi realizada em agosto no Theatro Municipal de São Paulo e contou com a presença dos criadores da série. Veja o momento do anúncio do grande vencedor.

Confira os demais ganhadores da Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Queremos mais séries animadas brasileiras

A série conquistou o coração do público. Por mais que seja autobiográfica, ela cria identificação com o público. Muitos se identificam com a infância do irmão Jorel como sua própria história e sua busca por uma identidade.

Uma série bastante criativa, nostálgica, educativa, muito bem produzida, premiada e com referências históricas e culturais dos anos 1980. Ela está sendo pioneira no Brasil. Não seria ruim se outras séries animadas surgissem devido a sua influência, não é mesmo?

Tv - Pururuca Recomenda

Como faço para assistir o Irmão do Jorel?

Essa série é demais, não é mesmo? Todas as referências e o contexto das histórias são sensacionais. Nelas, é possível voltar para a infância e lembrar coisas que você fazia quando era criança ou mesmo mostrar aos seus filhos pequenos ensinamentos do dia a dia.

Você pode assisti-la no canal Cartoon Network Brasil, que está disponível na grade de canais da NET e também de outras operadoras.

Além do canal de TV, você também pode conferir as temporadas passadas de Irmão do Jorel na Netflix e no NOW. Vale muito a pena assistir. Não perca essa série animada brasileira que vai te encantar!

A melhor série animada brasileira9.5
9.5
Irmão do Jorel envolve criatividade, nostalgia e reflexões sobre a humanidade que acabam agradando tanto crianças quanto jovens e adultos.
Avaliações dos leitores: (3 Avaliações)9.9