fbpx
segunda-feira, setembro 16
Frida-Kahlo

5 filmes baseados em histórias reais de mulheres excepcionais

Mulheres fantásticas precisam ser exaltadas dentro e fora das telonas. Por isso, nós do TV Pururuca, separamos uma lista com cinco filmes que contam as histórias reais de grandes mulheres: elas exerceram muito bem suas profissões e ajudaram a tornar o mundo um lugar melhor. Confere aí
1
226

Você conhece algum filme baseado em histórias reais de mulheres que foram importantes para a história e para a construção de um mundo melhor? 

Existiram muitas mulheres que tiveram uma brilhante carreira sendo cientistas, artistas, pesquisadoras, matemáticas, ativistas etc. 

Elas mudaram a concepção de como o mundo encara as mulheres através do papel que desenvolveram dentro de suas profissões. 

E foi devido a isso que, algumas delas, ganharam filmes que contam as histórias de suas vidas e mostram seus feitos e invenções. 

Conheça 5 filmes baseados em histórias reais de mulheres excepcionais

Frida (2002)

Frida Kahlo pintando - filmes baseados em histórias reais de mulheres

Frida Kahlo pintando um retrato de seu pai. Fonte: Veja.

O filme Frida, foi produzido por Julie Taymor, lançado em 2002 e conta a história da famosa pintora mexicana Frida Kahlo.

Nascida em 1907, Frida foi uma mulher a frente de seu tempo. Era bissexual, comunista, feminista, apaixonada pela noite e pelas bebidas.

Filha de um imigrante alemão com uma mexicana católica e extremamente tradicional.

A dor e a tragédia fizeram parte de sua vida. Em sua infância, sofreu com a poliomielite, que fez com que ela ficasse com uma perna mais curta do que a outra. 

Na adolescência, sofreu um grave acidente de bonde enquanto voltava da escola e fraturou a bacia.

Filme Frida- filmes baseados em histórias reais de mulheres

Salma Hayek interpretando Frida Kahlo no filme Frida.

Devido a esse fato, Frida acabou ficando de cama por meses e foi por isso que ela começou a pintar. Foi também uma das pioneiras no surrealismo.

Ela começou sua carreira fazendo auto-retratos. A artista dizia que pintava a si mesma porque ela gostaria de pintar algo que ela conhecesse a fundo.

Autorretratos - filmes baseados em histórias reais de mulheres

Um dos autorretratos da artista Frida Kahlo.

Frida Kahlo foi casada com Diego Rivera, um dos mais importantes artistas mexicanos, ícone do movimento muralista, e é a ele que Frida deve o reconhecimento de suas obras no exterior.

Também foi Diego que apresentou Trotski à Frida e, mais tarde, os dois viriam a ter um caso extraconjugal – um dos mais famosos de Frida, já que ela esteve envolvida em muitos outros casos. 

O filme retrata a evolução das obras da pintora e mostra como tudo em sua vida sempre foi ligado a política. Há um toque Hollywoodiano em seu enredo, que traz um ar poético para toda trajetória de Frida.

Olga (2004)

 

Olga Benário - filmes baseados em histórias reais de mulheres

Olga Benário em um registro tirado para a sua ficha policial.

O filme Olga, lançado em 2004, tem a direção de Jayme Monjardim, conta a história de Olga Benário.

Olga Benário foi uma jovem criada por uma família burguesa em Munique, que começou a se envolver com o movimento comunista ainda na década de 20.

Ela entrou para o movimento pois estava cansada de ver seu pai, um jovem advogado, ajudar a todos os pobres na época do nazismo. 

Olga já não conseguia mais tolerar o que estava acontecendo com a população alemã e decidiu se alistar ao exército comunista do país e, contra a vontade de seus pais, abandonou sua casa e seu terra natal para viver na Rússia e lutar por seus ideais.

Autorretratos - filmes baseados em histórias reais de mulheres

Autorretratos – Filmes baseados em histórias reais de mulheres

Ela precisou se isolar de sua família para passar por um treinamento e em 1928, foi enviada para uma missão onde viria a cuidar da segurança pessoal do capitão brasileiro Luís Carlos Prestes, que vivia exilado na Europa depois de liderar a Coluna Prestes.

Olga acompanhou Carlos em sua vinda ao Brasil, em uma viagem de navio, onde os dois fingiram ser um casal recém-casado que está em viagem de lua de mel. Da farsa nasceu uma grande paixão entre os dois.

Veja Também:

Logo após uma insurreição mal-sucedida, os comunistas começaram a sofrer perseguições e o casal, Olga e Carlos, foram presos pelo torturador Filinto Muller em 1936 e, por ironia do destino, no dia de sua prisão, foi a última vez que eles se encontraram.

Depois de ser presa, Olga descobre que está grávida e esse fato impede que o então presidente, Getúlio Vargas, a deporte de volta para a Alemanha nazista. 

Olga ficou no Brasil até os seus sete meses de gestação e depois disso foi deportada para um campo de trabalho forçado. Ficou com Anita, sua filha, até que ela completasse 14 meses, mas em 1942, Olga foi executada em uma câmara de gás em Bernburg.

O filme é uma obra totalmente brasileira, filmado inteiramente no Rio de Janeiro e tem no elenco nomes como Fernanda Montenegro, Murilo Rosa, Caco Ciocler, Camila Morgado, Eliane Giardini, entre outros.

Nas Montanhas dos Gorilas (1988)

Sigourney Weaver - filmes baseados em histórias reais de mulheres

A atriz Sigourney Weaver que interpretou Dian Fossey no filme Nas Montanhas dos Gorilas.

O filme Nas Montanhas dos Gorilas, foi lançado em 1988 e dirigido por Michael Apted. 

Ele conta a história real da antropóloga americana Dian Fossey, que em 1967 embarcou em uma viagem com destino a Ruanda na África, com o intuito de pesquisar e estudar os hábitos dos gorilas das montanhas.

Ela tomou essa decisão depois de ver palestras do Dr. Louis Leakey sobre a espécie. Apesar de não ser qualificada para tal atividade, ela se ofereceu para fazer o estudo que viria a durar 6 meses e Louis aceitou sua proposta, enviando-a assim para essa missão. 

O estudo também serviria para entender qual era o motivo que estava causando a extinção da espécie e quantos gorilas ainda habitavam aquela região montanhosa que faz fronteira com Burundi, República Democrática do Congo, Uganda e Tanzânia.

Dian Fossey

Dian Fossey com um casal de filhotes de gorilas da montanha.

Nas montanhas, ela se acaba se apegando nos gorilas além do esperado e passa a estudá-los de uma maneira que ninguém nunca fez, conseguindo manter até um contato físico com os animais.

Há também um clima de romance no filme, onde Dian se envolve com o fotógrafo Bob Campbell, mas nem isso foi capaz de tirar o seu foco. Ela estava determinada a proteger os gorilas.

É fantástico ver no filme o amor de Dian pelos animais, onde ela se mostra disposta a fazer de tudo por eles, sem medo algum. 

E é assim que o filme se desenvolve: os gorilas sendo ameaçados pelos cruéis caçadores e Dian Fossey colocando sua vida em risco pela espécie.

Nise: O Coração da Loucura (2016)

Nise: O Coração da Loucura, é um dos filmes baseados em histórias reais de mulheres que mais marcou o cinema brasileiro. Foi lançado em 2016, dirigido por Roberto Berliner e conta a trajetória da psiquiatra Nise da Silveira.

Nise da Silveira - Glória Pires interpretando Nise da Silveira no filme Nise - filmes baseados em histórias reais de mulheres

A psiquiatra Nise da Silveira em uma biblioteca.

O longa se passa em 1950, num hospital psiquiátrico público em Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro. A história se desenvolve a partir da saída de Drª Nise da Silveira da cadeia, presa durante um ano e meio sob a acusação de posse de livros marxistas.

Nise retorna ao seu trabalho com novas ideias e visões sobre os tratamentos que eram aplicados em pessoas com esquizofrenia, que se tratavam de práticas muito abusivas, como o conhecido tratamento de choque e a lobotomia. 

Ela é contra esses métodos agressivos e tenta convencer seus colegas de trabalho que existem outros meios de se tratar um esquizofrênico propondo que utilizem a arte para controlar os clientes – ela não se referia aos seus pacientes como clientes, pois não gostava do termo “paciente”. 

Nise é ignorada e sofre com a falta de apoio dentro do hospital. Para não ficar sem função, ela é designada para a ala da terapia ocupacional, setor que estava esquecido a anos no hospital.

 Glória Pires interpretando Nise da Silveira no filme Nise - filmes baseados em histórias reais de mulheres

A atriz Glória Pires interpretando Nise da Silveira no filme Nise: O Coração da Loucura Fonte: Rolling Stone.

Ela então assume o cargo e apresenta a arte para seus clientes criando um ateliê e passa a tratá-los com amor. A partir disso, as coisas começam a fluir melhor para ambos os lados.

O filme mostra como a psiquiatra lutou para revolucionar os tratamentos psiquiátricos no Brasil e que apesar dela ter encontrado inúmeros obstáculos pelo caminho, nunca desistiu de buscar o melhor para seus clientes. 

Estrelas Além do Tempo (2017)

Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson - filmes baseados em histórias reais de mulheres

Da esquerda para direita: Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson, as cientistas negras da NASA.

O filme Estrelas Além do Tempo, lançado em 2016 e dirigido por Theodore Melfi, conta a história real de três funcionárias negras da NASA que estavam envolvidas na corrida espacial entre os Estados Unidos e a Rússia.

A história está contextualizada em um momento em que o racismo ainda era muito forte no estado da Virgínia, onde a política separatista ainda era vigente e os brancos eram separados dos negros e julgados como superiores.

Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson foram as grandes responsáveis pelos cálculos que resultaram em um lançamento espacial bem sucedido.

Elas eram as máquinas daquela época, já que os computadores ainda não faziam parte da realidade da agência espacial americana (NASA).

Apesar delas terem sido as grandes responsáveis pela missão ser um sucesso, eram obrigadas a trabalhar em um lugar separado das mulheres brancas, usavam banheiros diferentes e seus filhos não podiam nem frequentar as mesmas escolas que os brancos.

Janelle Monáe, Taraji P. Henson e Octavia Spencer, atrizes que interpretaram as cientistas negras da NASA.

Grandes mulheres merecem ter espaço no cinema

É extremamente importante que todas essas mulheres tenham suas histórias contadas através de filmes pois é assim que a maior parte da população conhecerá seus trabalhos.

Esses são alguns exemplos de mulheres que mudaram uma parcela da humanidade através de sua profissão. É necessário lembrar a todos que o corpo da mulher é político e que, quando ela se coloca em posições de destaque, ela consegue resgatar outras mulheres que não acreditavam que poderiam ser mais do que coadjuvantes.

Consuma conteúdos onde elas são importantes, conheça as histórias dessas grandes mulheres. Leia o nosso texto sobre personagens femininas empoderadas de filmes e séries ou sobre personagens femininas da Marvel. Ah, tem também um artigo incrível sobre a história de Ron Staworth, o Infiltrado na Klan.

E agora, o TV Pururuca quer saber: você conhece outros filmes baseados em histórias reais de grandes mulheres? Conta pra gente nos comentários.